Skip to content
Navegação: Home Artigos Nutrição VAI UM CAFEZINHO AÍ ?
VAI UM CAFEZINHO AÍ ? Imprimir E-mail

Companheiro da maioria dos brasileiros, o café se faz presente no cardápio, sendo uma bebida prática e prazerosa, pode ser encontrado em quase todos os locais, desde salões de beleza até mesmo recepções de luxuosos hotéis.

Ainda existem muitas dúvidas no que diz respeito a esta bebida tão famosa.

UM POUCO DE HISTÓRIA

Mesmo já existindo a aproximadamente mil anos, o primeiro registro comprovado desta bebida veio do século XV, em Kaffa, na Etiópia.

Tudo começou com um pastor chamado Kaldi que, percebendo que seus animais ficavam mais espertos ao comerem as folhas e frutos do cafeeiro, decidiu experimentar.

Sentiu-se então mais alegre e bem disposto para o trabalho. A notícia então se espalhou rapidamente.

Foi aí que um monge da região começou a utilizar esta infusão de frutos para resistir ao sono enquanto orava.

Durante os séculos XV e XVI, o conhecimento sobre os efeitos da bebida se disseminou rapidamente e o café passou a ser consumido também no Oriente. Mas foi na Pérsia, hoje Irã, local onde o café foi torrado pela primeira vez. Porém foram os árabes que iniciaram efetivamente o cultivo da planta. Por este motivo, uma das espécies de café mais importante tem o nome científico de Coffea arábica.

           

CAFEÍNA

A cafeína é o estimulante legalizado mais usado no mundo e está associada ao café e aos refrigerantes a base de cola. Entre os benefícios está o aumento da vivacidade, do desempenho mental e da coordenação motora, no entanto, sem produzir euforia.

A cafeína pertence ao grupo de compostos das metil-xantina. As xantinas são substâncias capazes de estimular o sistema nervoso, produzindo um estado de alerta, porém de curta duração.

Mas engana-se quem pensa que a cafeína está presente apenas no café e no chá. O refrigerante a base de cola, o cacau, o chocolate, alguns remédios do tipo analgésico e contra gripe também possuem a substância em sua formulação.

Por conta dessa diversificação, a cafeína pode ser considerada, seguramente, a droga psico-ativa e estimulante mais popular e mais consumida em todo o mundo.

De todos os estudos científicos já publicados, nenhum apresentou dados que comprovassem de forma incontestável que a cafeína é prejudicial à saúde e ao organismo.

Se você, caro leitor, é um consumidor assíduo desta famosa bebida, faça com moderação, e se está em busca de controle de peso opte pelo adoçante.

Em casos de gastrite ou insônia, cuidado com o consumo excessivo. Faça um cafezinho, convide um amigo e seja feliz!

Boa semana!

 

Atendimento

Unidade Santo André
Clínica
(11) 4438-4150
(11) 4436-6014

Unidade São Paulo
(11) 2093-7800
(11) 2093-7593