Skip to content
Navegação: Home Artigos Nutrição INTOLERÂNCIA A LACTOSE
INTOLERÂNCIA A LACTOSE Imprimir E-mail

Uma primeira e sucinta definição: incapacidade de digerir a lactose, açúcar do leite, devido a ausência ou quantidade insuficiente de enzimas digestivas.

A lactose está presente no leite e seus derivados, produz muitas das vezes, diarréia e alterações abdominais nas horas seguintes ao seu consumo.

DESENVOLVIMENTO

Possuímos células responsáveis pela produção, estocagem e liberação de enzimas, tais células podem ser encontradas na parede intestinal, uma enzima chamada lactase atua na digestão da lactose.

No momento em que a lactose é mal absorvida, passa a ser fermentada pela flora intestinal, além de gerar gazes e ácidos orgânicos, causa a denominada diarréia osmótica, com grande perda de líquidos.

Alguns indivíduos nascem com tal patologia e quando é assim, aos primeiros sintomas as mamães devem procurar um médico e uma nutricionista para saber como proceder na substituição do leite materno por outras fontes alimentares.

Por outro lado, esta mesma patologia pode aparecer em qualquer época da vida, ou pela própria incapacidade de produção da enzima lactase, como dito anteriormente, como também por meio de uma inibição temporária, como por exemplo, na seqüência de uma intoxicação alimentar ou qualquer problema que afeta diretamente na mucosa intestinal.

É importante ressaltar que a concentração de tal enzima é grande ao nascermos e vai decrescendo com o passar dos anos. Então você que é idoso opte por alimentos derivados da soja e se possível consuma com moderação leite e seus derivados.

Nos EUA, um a cada cinco adultos pode sofrer de algum grau de intolerância ao leite. Os descendentes brancos de europeus têm uma incidência menor de 25%, enquanto que na população de origem asiática o problema alcança 90%. Nos afro-americanos, nos índios e nos judeus, bem como nos mexicanos, a intolerância à lactose alcança níveis maiores que 50% dos indivíduos.

 

SINTOMAS

Os sintomas podem variar de pessoa para pessoa, sendo os mais comuns a náusea, dor abdominal, gazes e desconforto abdominal. A severidade dos sintomas depende da quantidade que foi ingerida e da quantidade de lactose que cada pessoa pode tolerar.

Podendo, em muito dos casos, somente ocorrer dor e inchaço abdominal sem a presença de diarréia.

     

DICAS

Se conhecer é o primeiro passo, o grau de sensibilidade é que irá determinar a quantidade de lactose a ser evitada.

Tente o iogurte. Iogurtes cujos rótulos dizem conter "culturas ativas" possuem bactérias não nocivas que auxiliam na digestão da lactose. O iogurte também é uma boa fonte de cálcio.

Pode ser que tolere melhor queijos duros e envelhecidos como cheddar, Colby, suíço e parmesão -  estes queijos contêm pouca lactose quando comparados com leite e queijos mais pastosos porque o soro do leite, que contém a maior parte da lactose, é separado do queijo durante o processamento.

O importante é ler os rótulos dos produtos que se deseja comprar. Observe, atente-se aos ingredientes e faça a escolha saudável de acordo com a patologia associada e tenha dias mais felizes. Boa semana.

 

Atendimento

Unidade Santo André
Clínica
(11) 4438-4150
(11) 4436-6014

Unidade São Paulo
(11) 2093-7800
(11) 2093-7593